PUBLICIDADE

sábado, 10 de agosto de 2013

ATLETISMO: BRASILEIRO NA FINAL DO SALTO COM VARA NO MUNDIAL DE ATLETISMO EM MOSCOU

Fonte: CBAt






Moscou, Rússia - Augusto Dutra Silva de Oliveira, 23 anos completados no mês passado, participa pela primeira vez de um Campeonato Mundial de Atletismo, em Moscou. Sem nunca ter disputado um Mundial de Menores ou de Juvenis, fez sua estreia com estilo, no principal evento esportivo da temporada. Na manhã deste sábado 10 (madrugada em Brasília), ele conseguiu a qualificação para a final do salto com vara, no Estádio Olímpico.

O saltador paulista de Marília parte com muita esperança para a final do salto com vara, marcada para segunda-feira 12, a partir das 19 horas, hora local (12 horas, em Brasília). 

Ganhar uma medalha é difícil, mas o consultor de salto com vara da CBAt, o ucraniano Vitaly Petrov acha que não é impossível. "O salto com vara masculino tem um claro favorito ao título", disse Petrov, referindo-se ao francês...
Renaud Lavillenie, líder do Ranking de 2013 com 6,02 m e campeão olímpico em Londres, no ano passado. "Mas os outros dois lugares no pódio estão abertos e o Augusto, num dia muito bom, pode almejar a conquista", explicou.

Quem, assim como Augusto começou bem já na rodada de abertura do Mundial foi o decatleta Carlos Eduardo Chinin. Paulistano, 28 anos, ele completou a primeira série da competição em sexto lugar entre os 34 concorrentes, com 2.613 pontos. Ele fez os 100 m em 10.78, o salto em distância em 7,54 m e no arremesso do peso marcou 14,49 m. Recordista sul-americano com 8.393 pontos, obtido em São Paulo, no Troféu Brasil/Caixa de Atletismo, ele tem esperanças de alcançar uma boa classificação no Mundial. O norte-americano Ashton Eaton lidera a disputa com 2.755 pontos.

Na primeira rodada dos 800 m, Kleberson Davide ficou em quinto lugar na série 1, com 1:48:28, e não se classificou para a semifinal. O dono do melhor tempo da fase foi o etíope Mohammed Aman, com 1:44.93. "Queria obter a classificação, mas só após os primeiros 400 m vi que o ritmo estava lento, aí forcei o que pude, cheguei a ficar em terceiro lugar (o que garantiria a qualificação), mas na reta fui superado", falou. "Agora vou torcer pela Franciela", brincou - Franciela é sua mulher e vai correr os 100 m e 200 m.

No disco feminino, Fernanda Borges Martins errou os três lançamentos a que tinha direito. "Os dois primeiros bateram na gaiola de proteção e o terceiro saiu da área", disse a gaúcha Fernanda, de 25 anos, sem esconder a decepção. "Errei a técnica e quando a técnica não está boa a força não resolve", afirmou. Zinaida Sendriuté, da Lituânia, foi a melhor, com 64,16 m.


VEJA O HOTSITE DO MUNDIAL - ACESSO PELO LINK ABAIXO:


http://www.cbat.org.br/competicoes/mundial/default.asp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...