PUBLICIDADE

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

DO TERRÃO AO GINÁSIO COBERTO, A TRANSFORMAÇÃO ATRAVÉS DO ESPORTE


Força de vontade e desejo por mudança motivam o técnico de basquete Hugo da Costa e os garotos do time da Escola Polo Municipal Jardim Ivone, de Ponta Porã (MS). A classificação para a semifinal do torneio da Segunda Divisão dos Jogos Escolares da Juventude Natal 2013, de 12 a 14 anos, não veio. Mas a certeza de que essa história ainda terá outros capítulos permanece viva. Com duas derrotas e uma vitória na fase de grupos, o time sul-mato-grossense adia o sonho de levar o estado para a Primeira Divisão do torneio em 2014. Afinal, para uma equipe que começou a jogar basquete na terra e, através da ajuda do ídolo Oscar Schmidt, conseguiu construir um ginásio, nada parece impossível.

Filho de pai paraguaio e mãe brasileira, o brasiguaio Hugo da Costa começou a trabalhar em projetos sociais esportivos no país vizinho, conquistando, inclusive, títulos nacionais escolares. Por decisão do diretor da escola, no Paraguai, o trabalho foi encerrado. Sem perspectiva, Hugo se mudou para o Brasil e não abandonou... o sonho de resgatar jovens através do basquete. “Em 2005, recomecei minha vida aqui no Brasil. Queria começar o projeto e não podia esperar até a construção de uma quadra. Se não tivéssemos tomado a iniciativa, não estaríamos aqui hoje”, explica Hugo.

Há oito anos, o treinador organizou o Projeto Porãbask e uniu os meninos da Escola Jardim Ivone em torno de dois objetivos: jogar basquetebol e conseguir transformar sonhos em realidade. A quadra de terra batida, chamada carinhosamente de Terrão, foi onde os meninos começaram a construir uma nova história. “É através da educação que vamos conseguir mudar o futuro dessas crianças. O basquete é uma porta, uma oportunidade, para que eles possam crescer na vida, terem novas perspectivas”, fala Hugo da Costa. Nas Olimpíadas Escolares Fortaleza 2010, o time de Ponta Porã conquistou a medalha de ouro da Segunda Divisão, a primeira grande vitória nacional. No ano seguinte, a equipe não foi bem e voltou para a “segundona”.

A transformação da quadra de terra batida e sem proteção, entre árvores e pasto, em ginásio esportivo coberto contou com a “mão santa” de um dos maiores jogadores de basquete do Mundo e maior pontuador olímpico da história, Oscar Schmidt. Em 2007, o mais novo membro do Hall da Fama do Basquete, o Naismith Memorial, foi a Ponta Porã, na divisa entre o Brasil e o Paraguai, conhecer o Projeto dirigido pelo professor Hugo da Costa.

A visita de Oscar atraiu a atenção de investidores e também contribuiu para a mudança na história de vida dos meninos. A área aberta deu lugar ao Ginásio de Esportes do Clube Porãbask. Tanto o professor quanto os alunos são muito gratos a Oscar Schmidt e torcem pela recuperação do amigo. “Oscar está além da figura do ídolo. Ele é um companheiro e exemplo de vida”, afirma o treinador. Dos primeiros quiques com a bola laranja no chão batido até os arremessos em ginásios de várias partes do Brasil, os Meninos do Terrão saem tristes de Natal, mas com a certeza de que já fazem parte da história do basquete (inter)nacional.

Os Jogos Escolares da Juventude Natal 2013 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Prefeitura Municipal de Natal.


Fonte: CBB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...