PUBLICIDADE

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

ESPORTE ADAPTADO: PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS E ATIVIDADE FÍSICA EM ACADEMIAS

As evidências comprovam que o homem contemporâneo utiliza cada vez menos de suas potencialidades corporais e que o baixo nível de atividade física é um fator decisivo no desenvolvimento de doenças degenerativas. 


Nos grandes centros urbanos, pode-se destacar as academias de ginástica e musculação como escolha para alguns indivíduos de ambos os sexos e de todas as idades praticarem seus exercícios físicos. Estas por sua vez disponibilizam aos seus freqüentadores diferentes modalidades de exercícios (aulas de ginástica, musculação, artes marciais, entre outras atividades...) o que torna possível essa grande diversidade de público com pessoas de faixa etária, estilos de vida, e com vários tipos de limitações físicas diferentes...

As academias estão ocupando mais espaço na sociedade sendo procuradas por indivíduos, por grupos de amigos, por famílias, que buscam pelos benefícios proporcionados pela atividade física, que podem ser fisiológicos ou psicológicos, e, até por empresas que apostam na melhora da aptidão física de seus funcionários como uma forma de aumentar o rendimento deles no trabalho. Tais academias são consideradas centros de atividades físicas onde se prestam serviços de avaliação, prescrição e orientação de exercícios físicos, sob a supervisão direta de profissionais de Educação Física. O universo das academias está em permanente evolução e o fitness que foi o responsável pela disseminação das academias de ginástica, vem perdendo espaço para um novo conceito chamado de wellness. O número de pessoas que procuram por academias para alcançar qualidade de vida está aumentando, como também aumenta a média de faixa etária entre os seus freqüentadores, com pessoas cada vez mais velhas praticando seus exercícios nesses centro. 

Reduto de pessoas com corpos perfeitos e muita disposição, as academias muitas vezes são um ambiente hostil para quem é portador de alguma necessidade especial. Fazer exercícios, entretanto, é fundamental para a reabilitação física e psicológica de quem tem limitações de movimento. Para atender essa população com o máximo de qualidade, academias contam com professores direcionados a atender os alunos com limitações. A grande maioria dos equipamentos é adaptada e conta com cintos, por exemplo. Para os exercícios aeróbicos, há uma "bicicleta" para as mãos na qual o cadeirante não precisa sair de sua cadeira de rodas.

O trabalho é direcionado com a proposta de, através dos exercícios, melhorar suas funções para as atividades da vida diária. Os exercícios são voltados para o fortalecimento, amenizar as assimetrias e integrá-los no meio ambiente da academia com a missão de fazer amigos e estarem bem fisicamente. Além de fazer um trabalho específico para cada pessoa, verificando quais as suas limitações e a partir daí definindo os exercícios, as academias também trabalham com a socialização dos alunos. 

Fazer exercícios é fundamental. Tanto para a cabeça quanto para a saúde física. E é diferente treinar dentro de um shopping, com gente bonita. Só de estar em um ambiente que não é um hospital já é um grande passo para essas pessoas que, muitas vezes, passam meses neles.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...