PUBLICIDADE

sábado, 1 de novembro de 2014

SERÁ O FIM DOS JOGOS ABERTOS DO INTERIOR DA BAHIA II ?


Há um ano atrás fiz uma postagem neste blog, com esse mesmo título, nessa postagem eu indicava algumas coisas que estavam travando a realização dos JAI e pontuava algumas coisas que poderiam ser feitas para tentar melhorar o que estava acontecendo, bem... de 2013 para 2014 na minha opinião, as coisas fizeram foi piorar, e a gota d’agua foi este final de semana em Juazeiro, os jogos que eram para começar na sexta-feira e irem até domingo, acabaram no sábado, pura e simplesmente por falta de cidades participantes.
Como é que em estado com mais de 400 municípios seja realizado um zonal dos jogos abertos em uma cidade importante como Juazeiro, com apenas três cidades participantes? Isso é uma vergonha, será que a organização dos jogos não percebeu que não tem condições de fazer dois zonais praticamente na mesma região, como é o caso de Jacobina e Juazeiro?
Que essa divisão em territórios de identidade e ilusão, pois as maiorias dos municípios não participam mais, seja por falta de estrutura, seja por falta de políticas públicas de esporte nos próprios municípios, seja pelas regras impostas pela Coordenação dos jogos, se fizer um levantamento não chega a 40 o numero de cidades participantes da competição por ano.
Infelizmente com as novas regras impostas pela Coordenação dos JAI, a maioria dos municípios dessa região não participa da competição há muito tempo, será que não sabem disso? Aqui nessa região e quando falo região me refiro de Juazeiro até Irecê, participam com regularidade dos jogos: JUAZEIRO, SENHOR DO BONFIM, JACOBINA, COITÉ, VALENTE E IRECÊ, outras cidades também participam, más não com a mesma regularidade, não seria mais fácil fazer apenas um zonal, no caso, em Jacobina ou Juazeiro e evitariam esse vexame? Se somar todas as cidades que participaram dos dois zonais, não chega a dez, isso é uma vergonha! Será que continuarão fazendo os JAI apenas por fazer?
É por isso que o esporte de quadra esta do jeito que está na Bahia, caindo pelas tabelas sobrevivendo de ações isoladas de entidades que não querem ver o esporte acabar, é preciso que seja feito algo e com urgência.
Gostaria de dizer que minhas críticas, são críticas de alguém que quer o melhor para o esporte amador na Bahia, que quer ver os municípios e consequentemente os jovens, motivados a participarem dos JAI, e percebo que tá faltando alguma coisa para essa grande competição voltar a ser o que foi no passado.
Reconheço o importante papel da SUDESB no esporte baiano nos últimos 8 anos, onde voltou a ser realmente o órgão de fomento do esporte na Bahia, com importantes ações, seja no apoio e parcerias com entidades e atletas, seja na construção e reforma de equipamentos esportivos, seja na realização de eventos de várias natureza, é indiscutível a mudança que houve, só não consigo entender como uma entidade que fez tanto, não consegue ter o mesmo sucesso na realização dos JAI.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...